quarta-feira, 3 de novembro de 2010

RIOS DOENTES

Mais da metade dos rios do mundo estão secando ou estão poluídos. O uso e abuso da terra e da água consumiram e poluíram gravemente muitos rios.A poluição desses recursos naturais esta ameaçando a saúde e o meio de vida das pessoas que os utiliza para irrigação e consumo humano. Dos 500 principais rios do mundo, os mais saudáveis são: O rio Amazonas, no Brasil e o rio Congo na África, ambos não têm industrias próximas a sua margem.

ESCASSES DE ALIMENTOS

Segundo estudos de uma universidade dos Estados Unidos, a menos que o crescimento populacional diminua e a produção agrícola aumente tremendamente, por volta do ano de 2025 não haverá alimento suficiente para a população mundial, que, segundo se calcula, será de 8 bilhões de bocas famintas.
Pesquisadores prevêem que se as taxas de fertilidade não caírem para mais ou menos dois filhos por mulher , a produção de alimentos terá que dobrar ate o ano de 2025, para fornecer suficiente alimento saudável e nutritivo, de modo que as pessoas continuem com saúde.
Agravando o problema, existe a escassez de água, poluição do solo, perda de solo fértil devido a erosão e mudanças climáticas.
Mesmo hoje, uns 18 milhões de pessoas morrem de fome anualmente, embora se produza alimento suficiente para sustentar os quase 6 bilhões de pessoas que vivem na face da terra.

ÁGUA NA TERRA

A massa total de água encontrada na terra em seus três estados físicos ( sólido, liquido e gasoso ), se mantém praticamente inalterado desde a formação do planeta. A água e distribuída na terra da seguinte proporção: 97% estão nos oceanos, 24% em forma de gelo e o restante em lençóis subterrâneos, lagos, rios e na atmosfera.
Para que toda essa água acabe, teria de ocorrer uma grande catástrofe cósmica de proporção gigantesca ou algum evento relacionado com o ciclo evolutivo capaz de mandar uma imensa quantidade de vapor de água para o espaço.
Mas, apesar de o volume da água da terra permanecer praticamente a mesma desde o surgimento do planeta deste planeta, a quantidade de água potável, ou seja, água para o consumo humano, esta sendo reduzida em quantidades preocupantes, devido a poluição dos mananciais e dos lençóis freáticos.